in

Decisão HISTÓRICA: a Tattoo vence o preconceito na suprema corte

Enquanto a cor da pele for mais importante que o brilho dos olhos, haverá guerra. Essa frase famosa, dita pelo Haile Selassie, antigo imperador da Etiópia, faz muito sentido no momento.

Selassie quando disse isso, se referia á todos os seres humanos. Claro que ele foi motivado pela agressão moral e social que os negros sofreram e ainda sofrem no continente africano. Mas dá pra trazer esse conceito de cor de pele para os amantes da tatuagem sim. Afinal, amantes da tattoo são coloridos diante dessa névoa cinza de preconceito que ainda assombra o mundo. Mas isso vem mudando.

Quer entender? Olha esse trecho da matéria do ESTADÃO:

“BRASÍLIA – Por 7 a 1, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu na tarde desta quarta-feira (17) que candidatos não poderão ser excluídos de concursos públicos por possuírem tatuagem. A decisão foi tomada enquanto os ministros discutiam o recurso apresentado por um candidato reprovado nos exames de saúde de um concurso da Polícia Militar de São Paulo por ostentar uma tatuagem na perna direita, o que contrariava as normas previstas em edital.

Na sessão plenária desta quarta-feira, os ministros do STF decidiram que editais de concursos públicos não podem estabelecer restrição a pessoas com tatuagem, salvo situações excepcionais em razão de conteúdo que viole valores constitucionais.  Ou seja: o veto às tatuagens somente poderia ser justificado em caso de mensagens que preguem a violência, racismo ou terrorismo, por exemplo.

O caso tem repercussão geral, trazendo implicações para futuros concursos públicos e casos semelhantes já em tramitação na Justiça.

No caso discutido pelo STF, o candidato foi excluído do concurso para a vaga de soldado de 2ª classe depois de realizar um exame médico em que mostrou uma tatuagem “tribal” de 14 por 13 centímetros. O julgamento do STF reverte decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, que havia entendido que o edital poderia fazer a restrição.

“Não há espaço atualmente para a exclusão de determinada pessoa que pode exercer sua liberdade de expressão por meio de tatuagem. Um policial não é melhor ou pior por ser tatuado, uma tatuagem não é sinal de inaptidão profissional”, argumentou o ministro Luiz Fux, relator do caso.

“A tatuagem, desde que não expresse ideologias terroristas, extremistas, contrárias às instituições democráticas, incitem violência ou incentivem preconceitos, é perfeitamente compatível com o exercício de qualquer cargo público.”

Histórico,  né? Cada vez mais terão menos desculpas pra você não querer fazer uma tattoo. Aproveite que o mundo está mudando, abrindo a cabeça e andando pra frente, e faça a sua Tatuagem. Ah, e aproveite também pra fazer em um dos melhores estúdios de tattoo do país, a Tattoaria House

What do you think?

0 points
Upvote Downvote

Total votes: 0

Upvotes: 0

Upvotes percentage: 0.000000%

Downvotes: 0

Downvotes percentage: 0.000000%

Tattoaria

Written by Tattoaria

Nós conectamos os apaixonados pelo rabisco a artistas e estúdios do Brasil e do exterior. E resumos sobre o que da cor as nossas vidas: tatuagem. Get inspired. Get inked.

10 tattoos nos peitos, dignas de medalha, feitas por artistas brasileiros.

Russell Van Schaick vai te dar um porre de cor